A luta continua no Bairro Bensaúde


Desde o 28 de fevereiro de 2020 foram despejadas muitas famílias no bairro do Bensaúde, nos Olivais (Lisboa) sem qualquer solução habitacional. Famílias com crianças e mulheres grávidas, passaram a morar em barracas superlotadas, sem condições de higiene e sem se poder proteger do COVID-19.

Depois de várias semanas de resistência e luta das famílias e de movimentos que as apoiam, a Câmara Municipal de Lisboa foi obrigada a abriga-los temporariamente em pensões e hotéis. Anteriormente a mesma câmara dizia terem proposto soluções, mas que não tinham sido “aceites” pelas famílias. Este “realojamento” é temporário e, segundo a autarquia, serve apenas durante o tempo da pandemia. Isto significa que depois voltam para a rua?

Por outro lado, continuam a permanecer na rua outras famílias que não conseguem apresentar os documentos que estão a ser pedidos, por problemas burocráticos das instituições.

A luta terá de continuar até que todas tenham uma solução de habitação adequada e permanente.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s