Casa da Ladra (Graça): mais um despejo se não fizermos nada

Vamos precisar juntar pessoas desde cedo no dia 3 de setembro na Rua da Verónica 60 e durante os días a seguir.

Comunicado dxs companheirxs da Casa da Ladra:

Desde os primeiros dias da Primavera passada, um grupo de pessoas disponibilizou-se a construir um espaço de vida num dos milhares de prédios vazios de Lisboa. Desde então, a Casa da Ladra tem sido reabilitada, limpa, cuidada e transformada num abrigo seguro e confortável para quem a habita.
Hoje quarta-feira, 1 de Setembro de 2021, o fundo imobiliário Spark Capital, mobilizou os seus trabalhadores para emparedar os acessos ao edifício. Ao encontrarem uma casa com vida impuseram o ridículo prazo de dois dias para que os habitantes possam retirar tudo o que foi criado em 6 meses. Nenhuma intimação ou ordem de despejo foram apresentadas às residentes, assim como nenhuma possibilidade de negociação.

A Spark Capital tem já um conhecido histórico de despejos brutais e ilegais. Em junho de 2020, o centro de apoio-mútuo Seara, foi alvo de uma estratégia de despejo violenta e ilícita, ao contratar a empresa LB Segurança Privada, para desocupar o antigo infantário, naquela altura transformado num centro de dia para apoiar pessoas vulnerabilizadas pela pandemia e gentrificação, com vidas precárias e/ou moradoras de rua. Sem qualquer legitimidade jurídica e aplicando violência e intimidação com armas de fogo sobre quem estava no centro. Assim encontraram forma de desocupar o prédio e acabar com um projeto que apoiava dezenas de pessoas diariamente.

Os abutres voltaram, e desta vez esvoaçam sobre a Ladra, prontos para dilacerar um pouco mais da nossa vida na cidade. Vida que resiste, moribunda, à devastação da máquina do turismo.
A Ladra resiste, por quem aqui vive e por todes que não escaparam a esta força demolidora.
Pela informação que temos, o próximo contacto acontecerá na próxima sexta-feira, possivelmente de manhã bem cedo. Precisamos, assim, de uma mobilização rápida para a defesa e cuidados das residentes do n60 da Rua da Verónica.

“ They spark capital, we spark dreams”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s